Header Ads

Disque-Denúncia oferece recompensa para que tive informações sobre o assasino de Beatriz

 

Aqcm0uHBGMdy3OfDYOb4wDTZgybjg0XRL_tj3_Wu4_Rh

"Não existe crime perfeito” é o que afirma o cartaz de divulgação do Disque Denúncia, uma nova ferramenta utilizada para ajudar a encontrar o autor no assassinato da garota Beatriz Angélica Mota, de 7 anos. A menina foi morta a facadas no dia 10 de dezembro em uma escola de Petrolina, no Sertão do estado, e o crime continua sem solução. Está sendo oferecida uma recompensa de até R$ 5 mil para quem fornecer informações que auxiliem na investigação.

Quem desejar contribuir com a investigação do Caso Beatriz pode denunciar pelo telefone fixo (81) 3719-4545, o custo é de uma ligação interurbana, ou gratuitamente no site da organização. Outra alternativa é fazer a denúncia via WhatsApp: (81) 9 9119-3015. Segundo o coordenador, as pessoas que estiveram no local no dia do crime, por exemplo, não precisam temer qualquer tipo de represália. “A base do serviço é o anonimato. Quem denunciar pelos três canais não será identificado. Até mesmo no momento da entrega da recompensa a pessoa permanece no anonimato e o recebimento é em um local público a escolha do denunciante”, afirmou Alexandre.


[caption id="" align="alignnone" width="300"]Delegado seccional Marceone Ferreira Jacinto (Foto: Yuri Matos/G1) (Foto: Yuri Matos/G1)[/caption]


De acordo com o coordenador do Disque-Denúncia do Interior, Alexandre César Silva, que veio a Petrolina lançar a campanha nesta sexta-feira (15), podem ser enviadas informações de todo tipo, inclusive fotos ou vídeos. A análise da relevância dos dados ficará a cargo do responsável pela investigação. “Se mais de uma pessoa passar informações relevantes para a elucidação, há a possibilidade da recompensa ser partilhada”, disse.

O delegado seccional de Petrolina, Marceone Ferreira Jacinto, explicou que a parceria deveria ter acontecido antes, mas por alguns detalhes só aconteceu agora. “Estamos usando todos os instrumentos necessários para a elucidação do crime. É uma forma de agregar às investigações deste caso e de outros que se fizerem necessários”, declarou. 500 cartazes devem ser afixados em pontos muito movimentados da cidade informando sobre o Disque-Denúncia.

O Disque-Denúncia é uma Organização Não Governamental (ONG) com sede em Recife, mas que atua em todo o estado de Pernambuco. O coordenador do Interior comentou a importância da ferramenta. “A denúncia anônima tem sido fundamental na elucidação de vários crimes, sobretudo como este, que gerou tanta comoção. A parceria entre a população e a polícia, através da denúncia, é crucial para solucionar casos onde é difícil a identificação do suspeito, sem contar também que serve para esclarecer alguns detalhes e até prevenir crimes”, declarou.

G1 Petrolina