Header Ads

Veja o retrato falado do Assassino de Beatriz

retrato-falado-caso-beatriz

O delegado Marceone Ferreira, responsável pelo caso da menina Beatriz Angélica Mota, de sete

anos, morta a facadas nas dependências do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Petrolina, disse

que o suspeito de cometer o crime foi visto dentro do banheiro feminino da instituição de ensino.

A afirmação foi feita hoje (22), no Recife, durante entrevista coletiva para apresentação do

retrato falado do suspeito.

Segundo Marceone, os depoimentos de três pessoas foram usados para elaboração do retrato falado.

Uma das pessoas que viu o suspeito, explicou o delegado, foi Lúcia Mota, mãe da vítima. O

suspeito também foi visto por outra testemunha saindo do local onde o corpo da menina foi

encontrado. Apesar da divulgação do retrato falado do suspeito, a Polícia Civil ainda não sabe se

ele foi o executor do crime, mas acredita que o mesmo teve participação direta no caso.

Acompanhe a entrevista com o delegado Marceone:


Blog de Carlos Britto