Header Ads

Assassinos de policial federal de Juazeiro são mortos após troca de tiro

federalSexta-feira (04) um dia após receber informações dos marginais que vitimaram o Policial Federal Wilson Teixeira Neto uma mega operação entre PF, PM, PRF e SSP foi montada.

A Operação que já durava cinco dias e foi deflagrada desde que os autores do latrocínio do PF Wilson, fugiram em direção a Senhor do Bonfim. Inicialmente, permaneceram homiziados em Filadélfia, onde atearam fogo no veículo do Policial Federal que fora roubado. Depois disto, iniciou-se uma verdadeira caçada, com informantes, grupos da Policia Federal, do DRACO/SSP, do 6 BPM e da 54 CIPM.

Na noite de quinta-feira (03), através de denúncias, foi informado que os elementos encontravam-se homiziados no Povoado do Cupim, Distrito de Campo Formoso. Por volta das 17:00 desta sexta-feira (04), prepostos da PF, da PM,  da PRF e da SSP foram até o local e lá chegando, foram surpreendidos pelos meliantes que começaram a atirar nas guarnições não restando outra alternativa que não o exercício da legítima defesa, eram eles, GILDEMAR GONÇALO DA SILVA, o “GIL”, e um indivíduo chamado por "Grande" ou "Pé", nome próprio EVANDRO HENRIQUE DE ARAÚJO onde vieram a tombar os dois marginais e um terceiro foi preso de nome LUCAS NASCIMENTO SANTOS SANTANA no município de Filadélfia, enquanto tentava empreender fuga.

A operação contou com a ininterrupta participação de Policiais Federais, com o apoio da Coordenação de Aviação Operacional, bem como das demais forças de segurança do Vale do São Francisco, como a Polícia Rodoviária Federal, Polícias Civis da Bahia e de Pernambuco, CIPE – Caatinga (Juazeiro) e PMPE CIOSAC.

Vale em Foco