Muriçocas se proliferam após chuvas e geram incômodos em Petrolina, PE


As últimas chuvas que estão caindo em Petrolina está favorecendo a proliferação das muriçocas. Em Petrolina, ao cair da noite, elas atacam a população geram incômodos, bairros como Jardim Amazonas,Jardim Maravilha, Jardim São paulo, Gercino Coelho e outro bairros vizinhos estão sofrendo com a infestação dos mosquitos, além do risco da transmissão de doenças como dengue, Zika e Chikungunya. A temperatura propicia a atração do inseto para o corpo humano.
O principal atrator de mosquitos (ou pernilongos, são sinônimos) é o suor. Essa relação foi estudada na Universidade da Califórnia: cientistas pegaram um homem incapaz de suar e constataram que ele atraía bem menos insetos que o normal. Essa atração acontece porque 90% dos nervos das antenas dos mosquitos são dedicados à detecção de substâncias químicas, como o ácido láctico – não por coincidência, presente em nosso suor.

Para nosso azar, outra coisa que alerta os radares desses malditos insetos sanguinários é o dióxido de carbono (CO2), simplesmente o gás que a gente joga no ambiente toda vez que respiramos.

Cuidado com noites quentes: como o calor deixa os mosquitos sedentos, elas costumam ser mais “picantes”. Quem buscar um refresco perto da janela poderá estar trocando 6 por meia dúzia, já que a brisa vai levar os sinais do seu ácido láctico e o seu CO2 pelo ar até o pernilongo. A maioria dos repelentes se vale justamente desse fato: modificam nosso odor, confundindo os sentidos dos insetos.


Conheça algumas dicas caseiras para afastar muriçocas e pernolongos

  1. A maneira mais eficiente para acabar com mosquitos em volta de sua residência é eliminando qualquer tipo de água parada - ambiente propício para que os mosquitos depositem seus ovos. Verifique o seu quintal para se certificar de que não há água parada em vasos ou quaisquer outros recipientes de jardim.
  2. Caso você tenha um banheira para pássaros no jardim, troque a água pelo menos uma vez por semana, para evitar a água parada e o surgimento de mosquitos e outros insetos.
  3. Limpe os restos de calhas de chuva e desentupa todas as calhas obstruídas. Essa é uma maneira de evitar os mosquitos, já que as calhas entupidas são locais usualmente negligenciados como potenciais criadouros de mosquitos.
  4. Durante o dia, os pernilongos machos gostam de habitar espaços que possuam vegetação densa; e à noite as fêmeas saem em busca de alimento (sangue humano ou animal). Para proteger seu jardim, apare as sebes (cercas vivas feitas com plantas espinhosas) e remova ervas daninhas altas. Isso provavelmente contribuirá para a redução da população de mosquitos.
  5. Se você tem telas em suas janelas, certifique-se de que elas não possuem quaisquer buracos pelos quais os mosquitos possam se esgueirar. Mesmo se forem pequenos furos, devido ao tamanho dos insetos, eles por vezes conseguem passar.
  6. Mosquitos são atraídos por fragrâncias frutais ou florais, umidade e roupa escura. Evite! (Principalmente no verão.)
  7. Tenha maior cuidado ao nascer e no pôr do sol, ocasiões em que estes insetos são mais ativos. Portanto, nesses momentos, evite estar próximo a águas paradas, jardins, plantas - ou seja, lugares propícios ao surgimento de mosquitos. Não havendo opção, procure vestir camisetas de mangas compridas e calças para se proteger. Se possível feche as janelas.
  8. Os mosquitos naturalmente evitam certos tipos de ervas, especialmente a sálvia, o alecrim, o neem, a citronela e o eucalipto.
  9. Pressione empresas e governos para contribuírem com a manutenção da biodiversidade, já que a superpopulação de mosquitos nas cidades se deve à falta de predadores naturais.